O número de mortes por acidente de trabalho aumentou no último ano em comparação a cinco anos, em 2018 foram 2.022 casos de mortes.

Preocupados com você, nosso integrador, a Globo Brasil se preocupa em evitar quaisquer acidentes ressaltamos a importância do uso do EPI – Equipamentos de Proteção Individual.

São eles os equipamentos que devem ser utilizados nas instalações fotovoltaicas:

Capacete

  1. Capacete de segurança para proteção contra impactos de objetos sobre o crânio.

Capuz

  1. capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra riscos de origem

térmica;

Óculos

  1.  A) óculos de segurança para proteção dos olhos contra impactos de partículas volantes;
  2. B) óculos de segurança para proteção dos olhos contra luminosidade intensa;
  3. C) óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação ultra-violeta;

Luva

  1. luva de segurança para proteção das mãos contra choques elétricos;

Manga

  1. manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra choques elétricos;

Calçado

  1. calçado de segurança para proteção dos pés contra choques elétricos;

Calça

  1. calça de segurança para proteção das pernas contra agentes abrasivos e escoriantes;

Perneira

  1. perneira de segurança para proteção da perna contra agentes abrasivos e escoriantes;

EPI para proteção contra quedas com diferenças de nível:

Trava-queda

  1. dispositivo trava-queda de segurança para proteção do usuário contra quedas em

operações com movimentação vertical ou horizontal, quando utilizado com cinturão de

segurança para proteção contra quedas.

Cinturão

  1. cinturão de segurança para proteção do usuário contra riscos de queda em trabalhos

em altura;

  1. cinturão de segurança para proteção do usuário contra riscos de queda no

posicionamento em trabalhos em altura.

 

 

Fonte:

 

https://oglobo.globo.com/economia/apos-cinco-anos-em-queda-numero-de-mortes-por-acidente-de-trabalho-volta-crescer-no-brasil-23702612

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/05/16/mortes-no-trabalho-voltam-a-crescer-especialistas-criticam-reforma-de-2017.htm